Lynk
Português   Espanhol   Inglês
  Área do Cliente  
 

Pesquisas

.home
 

Pesquisa do SEBRAE registra aumento de sobrevivência das empresas

Segundo o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), a parcela de micro e pequenas empresas (MPE), que sobrevivem aos primeiros dois anos de atividade é de 73,1%, em 2010 a mortalidade das MPE era de 71,9%.

A pesquisa do SEBRAE é realizada a partir de dados de abertura e fechamento de empresas registradas pela Receita Federal. O Brasil tem atualmente um índice de sobrevivência maior que o apresentado por países Espanha (69,3%), Itália (67,9%),

Os dados apresentados pelo SEBRAE mostram que as empresas do setor industrial são as que mais sobrevivem após os dois primeiros anos de atividade. De cada 100 novas empesas 75,1% mantêm-se abertas. Os setores de comércio e serviços apresentam índices de sobrevivência (74,1%) e (71,7%) respectivamente. Os estados como melhores índices foram: São Paulo, Minas Gerais, Ceará, Paraíba, Roraima e Distrito Federal (DF) que apresentou um índice de 75%, acima do Canadá (73,8%) e da Estônia (74,9%).

 

Demais Pesquisas

» Pesquisa da Apex aponta necessidades das empresas brasileiras para aumentar competitividade no exterior
» Empreendedorismo no Brasil - Pesquisa GEM / IBQP
 
 
 
 
    Esqueceu a senha?
 
 
Cases de Sucesso
 

ARTIGOS

» A era da Incerteza: Uma Visão Pessoal de John Kenneth Galbraith
» Instrumentos para Gestão da Inovação
» Desafio à competitividade da indústria brasileira
» Logística empresarial: oportunidades e ameaças para os negócios em mercados globalizados e internacionalizados
» Lista Completa
 

PESQUISAS

» Pesquisa do SEBRAE registra aumento de sobrevivência das empresas
» Pesquisa da Apex aponta necessidades das empresas brasileiras para aumentar competitividade no exterior
» Empreendedorismo no Brasil - Pesquisa GEM / IBQP
» Lista Completa
 
Entre em contato
 
A LYNK | SOLUÇÕES | CASES | CLIENTES | ARTIGOS | PESQUISAS | CONTATO
© 2019 . Lynk Integradora de Tecnologia Ltda.